Tecnologia – Vilã ou Aliada? Devemos ter medo dela?

A tecnologia está presente a anos e não se trata de aparelhos conectados à internet, robôs ou telas que conectam pessoas. A tecnologia nada mais é do que novas invenções que revolucionaram o modo como a humanidade faz determinada tarefa. A tecnologia é tudo aquilo que muda a maneira como você pensava sobre algo.

Um exemplo de tecnologia foram as rodas. Elas que permitiram que o homem se locomovesse e carregasse materiais pesados, os quais não seria possíveis se elas não existissem. Todos os transportes basicamente utilizam rodas, roldanas ou objetos similares que cumprem a mesma função.

Outra objeto que parece besta, porém revolucionou o modo das pessoas deixarem recados, lembretes e avisos foram os post it. Isso mesmo, aquele papelzinho com uma cola fraquinha é revolucionário e tecnológico.

O ponto que eu quero chegar? É que a humanidade está evoluindo cada vez mais. As mudanças causam espanto, mas são necessárias. O mundo está em transição o tempo todo e nós também, As inteligências artificiais que surgem melhoram nossa vida, os resultados de buscas e diversos aparelhos.

Assim como muitas funções estão sendo automatizadas, fazendo com que as pessoas achem que os empregos estão “sumindo”, várias outras áreas se expande precisando de novas pessoas. A tecnologia trouxe sim muita comodidade. É impossível nos imaginar sem ela. Não conseguimos deixar o celular de lado. Assim como não deixaríamos jamais de usar rodas (provavelmente). Obvio que os post its podem ser substituídos mas esse não é o ponto.

Não devemos temer algo apenas porque é novo. Podemos sim temer o comportamento humano, afinal esse sim é imprevisível. E não há nada que foi feito, que não passou pela cabeça de alguém antes.

Então devemos usufruir o conforto e todos os benefícios da tecnologia, usando ela de um jeito que não nos atinja de maneira negativa. Use as redes sociais para falar com pessoas que moram longe, mas não deixe de visitá-las por causa disso.

A Internet que Você Paga Pode Estar Roubando Você!

A internet é essencial nas nossas vidas. A cada dia que passa ela está mais presente no nosso cotidiano e nos permite fazer coisas as quais jamais imaginamos. Com a internet é possível ter momentos de lazer e até mesmo realizar tarefas da escola, faculdade ou trabalho. É quase impossível achar um trabalho o qual não seja utilizado computadores.

Antigamente eram comuns cyber cafés e lan houses. Ambos ambientes disponibilizavam internet para os internautas, pois na época era difícil achar um lar com computadores. Para você ideia de como o cenário tecnológico sofreu alterações, saiba qu eno ano de 2006 apenas 18% dos lares brasileiros possuíam conexão com a internet.

Hoje em dia todo mundo tem um samart phone ou notebook. O índice é de mais de um aparelho por pessoa. Estamos com todas as informações na palma da mão da mão, em qualquer lugar ou hora do dia. Não é preciso mais estar sentado na frente do desktop.

Porém nossos aparelhos não possuem função nenhuma quando não estão conectados à uma rede de internet. Tanto nos computadores, quanto nos celulares. Sabemos que as tarifas são altíssimas, por uma internet bem mais ou menos. Muito diferente dos países bem desenvolvidos.

Porém temos certeza que essa informação você não sabia – sua operadora de internet pode estar roubando você. Isso porque eles não entregam 100% da velocidade pela qual você paga. Então, você pode estar pagando por 10 megas de internet, e estar recebendo apenas 3 megas.

E ainda, normalmente a velocidade de download é bem maior do que a de upload. O que significa que para baixar um arquivo da internet, você poderá fazer isso com rapidez. Mas quando se trata de subir arquivos ou enviá-los para alguém, essa velocidade cai drasticamente. Por isso faça sempre o teste de velocidade copel.

Estar desempregado é a sua oportunidade de mudar de vida

Se você está desempregado e naturalmente preocupado em como utilizar o seu tempo de uma forma que seja qualificada para se manter no mercado de trabalho mesmo durante períodos de recessão o primeiro passo é não ficar em pânico.  Estudos mostram, por exemplo, que 40% dos desempregados que são acometidos por essas circunstâncias estão no emprego a  uma média de somente 6 meses. Isso significa que provavelmente não tem um cargo de grande importância e também que o acerto para o empregador não será muito caro.

Entender o porquê foi desempregado é também uma forma de se tranqüilizar e deixar de achar que está desqualificado ou então que está fazendo tudo errado. Não é bem assim. Você só está sendo vítima do sistema assim como todos os outros milhares de cidadãos que passam por isso em algum momento da vida.

A grande maioria daqueles que ficaram desempregados afirmam ter entendido muito melhor a recessão depois de ter ficado um tempo em casa. Um dos segredos é entender isso como uma oportunidade e verificar o que pode ser feito de maneira diferente, as vezes essa é o momento certo para que você mude seu estilo de vida ou mesmo inicie seu próprio negócio que ha tempos não sai do papel.

O único segredo é não desistir e também reconhecer que ficar parado esperando uma oportunidade não irá te levar a lugar nenhum. Planeje os seus gastos como nunca, tenha certeza de quando e quanto você vai receber de seguro desemprego para só assim começar a tirar do papel cada ação.

Não tenha medo de se arriscar e encare isso como um novo inicio da sua vida. Quais são seus desejos profissionais? E para sua vida? Como alcançá-los? Pesquisas mostram que os desempregados que retiraram o tempo para repensar suas vidas mudaram drasticamente o rumo de suas vidas após a demissão. Essa também é a sua chance.